Galeria
Galeria
CITEVE e Cluster Têxtil signatários do Pacto para as Competências TCLF europeu

Colocar as pessoas no centro da competitividade da indústria.


O CITEVE e o Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda são duas das 118 organizações que assinaram hoje (16/12/2021) o Pacto para as Competências TCLF (sigla inglesa para Têxtil, Vestuário, Couro e Calçado), numa iniciativa promovida pela Comissão Europeia e coordenada pela EURATEX. Os signatários reconhecem o desafio das competências no ecossistema têxtil e comprometem-se a investir na requalificação e atualização dos trabalhadores, integrando competências ecológicas e digitais e melhorando a atratividade do sector. Os membros do Pacto beneficiarão do trabalho em rede, orientação e recursos disponibilizados pela UE para implementar os objetivos propostos no Pacto.


O Pacto para as Competências (que pode consultar no ficheiro anexo) faz parte da Estratégia Industrial da UE, abordando a competitividade de 14 ecossistemas críticos, incluindo o Têxtil e o Vestuário. O principal objetivo do acordo é maximizar o impacto dos investimentos na melhoria das competências existentes (requalificação) e na formação em novas competências (atualização).


Para alcançar um objetivo tão ambicioso, o Pacto reúne vários intervenientes dos sectores TCLF: indústria, empregadores, parceiros sociais, autoridades nacionais e regionais, entidades de educação e formação. Estes atores deverão trabalhar em conjunto e investir em parcerias de competências em larga escala, garantir o intercâmbio das melhores práticas e aumentar a atratividade do sector.


Especificamente, o Pacto para as Competências TCLF centra-se em cinco objetivos e, para cada um deles, os signatários identificaram ações-alvo:

1. Promover uma cultura de aprendizagem ao longo da vida para todos: uma das ações é conceber e implementar cursos que promovam as mais recentes tecnologias e ferramentas digitais, tais como VR e AI (competências digitais) e que promovam atividades de durabilidade, reparação e gestão de resíduos (green skills), em particular capacidades de design circular;

2. Construir uma sólida parceria de competências com stakeholders relevantes: os signatários preveem construir parcerias regionais e intersectoriais entre a indústria, os prestadores de educação e as autoridades, as quais são adaptadas às suas necessidades específicas;

3. Monitorizar a oferta/procura de competências e antecipar as necessidades de competências: para alcançar esta ação, os stakeholders da indústria, política e educação estabelecerão o Observatório de Competências TCLF;

4. Trabalhar contra a discriminação e pela igualdade de género e igualdade de oportunidades: os signatários lançarão o manifesto de diversidade TCLF e promoverão uma iniciativa de apoio para melhorar o equilíbrio de género e assegurar a igualdade de oportunidades para todos;

5. Sensibilização e atratividade das indústrias TCLF através de campanhas de informação específicas, mostrando as oportunidades no sector e promovendo a mobilidade de jovens trabalhadores.


A partir do início de 2022, a Comissão Europeia proporcionará aos signatários do Pacto para as Competências o benefício da colaboração a nível da UE, nacional e regional e, em particular, o acesso ao trabalho em rede, ao conhecimento e à orientação e aos centros de recursos.


CITEVE

Contacto Geral

citeve@citeve.pt

+351 252 300 300

Documentos Associados


Desenvolvido por:
   Powered by: